Quenching Humankind’s Thirst for Justice

by Notre Dame News

Remarks by Fr. John I. Jenkins. C.S.C.

President, University of Notre Dame

Sȁo Paulo

October 2, 2017

 

Boa tarde. É um prazer estar de volta ao Brasil e ter a Universidade de Notre Dame colaborando nos próximos dias com a Universidade de Sao Paulo, abordando o estado de direito.

Quando estive no Brasil ano passado, encontrei-me com empresários, educadores, líderes religiosos, e ex-alunos da Universidade de Notre Dame de diversas esferas da sociedade.

Nós conversamos muito sobre inovação, a importância da pesquisa aplicada, e da colaboração entre negócios e a academia. Conversamos sobre o grande potencial do Brasil, e as riquezas de sua cultura vibrante!

Entretanto, seja  em discussões com universidades aqui no Brasil, como no Chile e na Argentina, um tema predominante foi a importância dos valores e da ética - e como tais valores têm de preparar os nossos graduados para entender e combater a corrupção que tem atormentado a sociedade por gerações. 

Nenhuma sociedade é imune.

Não faz muito tempo desde que cinco famílias do crime organizado na maior cidade dos Estados Unidos, Nova York, exigiam propinas pela entrega de serviços vitais. Naquele tempo, o lixo não seria coletado a menos que a máfia fosse paga. As toalhas de restaurantes não seriam lavadas. O peixe fresco seria abandonado nas docas. Quando a cidade construiu grandes edifícios de apartamentos  para os pobres, o crime organizado recebeu US$2 por cada uma das milhares de janelas instaladas ou substituídas.

Entretanto, pior do que o custo adicional que a corrupção impôs aos bens e serviços, foi o dano que infligiu ao caráter de funcionários eleitos, líderes empresariais e funcionários sindicais. No momento em que tais figuras se venderam a máfia, desperdiçaram a confiança pública no governo.

Décadas de esforços concertados por procuradores federais e locais e juízes finalmente desmantelaram as cinco famílias de crimes em Nova York, as quais se desvaneceram.

Eu cito a experiência de Nova York porque quero enfatizar o fato de que nem os Estados Unidos nem qualquer outra nação no mundo são imunes à corrupção.

A corrupção arraigada fazia quase impossível ganhar-se uma vida honesta. Até mesmo pessoas decentes estiveram enredadas nessa teia de corrupção, destruindo sua dignidade e respeito-próprio. A economia brasileira - a maior na América Latina, e a nona maior no mundo - foi prejudicada pela corrupção desenfreada. O futuro da nação estava em jogo.

No entanto, em meio a toda essa corrupção, surgiu um jovem juiz federal prestes a enfrentar sem medo os corruptos e poderosos interesses políticos.

Sérgio Fernando Moro e sua equipe deram uma nova esperança aos brasileiros e a milhões de pessoas em todo o mundo que tanto desejam honestidade no governo.

Como resultado do bom trabalho do Dr. Moro, o Brasil, em vez de ser infame pela corrupção, tornou-se um farol no resto do hemisfério sobre como lutar contra ela.

Por esta razão, a Universidade de Notre Dame selecionou Dr. Moro para receber o Prêmio Notre Dame.

Homenageados prévios incluem o Presidente Americano Jimmy Carter e sua esposa, Rosalynn Carter, a Santa Madre Teresa, John Hume da Irlanda do Norte, e Cardinal Puljic, Arcebispo de Sarajevo.

Eles, cada um à sua maneira, atuaram como pilares de consciência e integridade, suas ações beneficiando seus compatriotas e, através de seus exemplos, o mundo inteiro.

O Prêmio Notre Dame é entregue periodicamente para homens e mulheres cuja vida e obras demonstram dedicação exemplar aos ideais pela qual a Universidade preza: fé, investigação, educação, justiça, serviço público, paz, e atenção com os mais vulneráveis.

Dr. Moro, eu peço que você junte-se a mim aqui no pódio .

A Universidade de Notre Dame tem orgulho em reconhecer que você, Sérgio Fernando Moro, tem se comprometido em nada mais que a preservação da integridade de sua nação através de sua aplicação firme e imparcial da lei.

Ao abordar os problemas perniciosos da corrupção pública de forma judiciosa, porém diligente, você fez uma acentuada diferença para todos os brasileiros, e para a humanidade em geral, no que se refere a nossa sede universal pela justiça. 

Senhoras e senhores, Dr. Sérgio  Fernando Moro.